Produtos e artigos feitos de ou com nanomateriais

 

 

Os nanomateriais são utilizados por causa da sua capacidade de melhorar uma função ou uma propriedade dos produtos, materiais ou artigos. Mais abaixo, encontra algumas descrições gerais do valor que um nanomaterial específico pode acrescentar a determinados produtos ou artigos.
 

Revestimentos e tintas

Os nanomateriais utilizados em tintas e revestimentos servem, por exemplo, para aumentar a durabilidade e fornecer novas funcionalidades, i.e. repelente de água/sujidade «fácil de limpar», resistência antimicrobiana, ou resistência aos riscos.

Atualmente, os nanomateriais mais importantes para a indústria das tintas e revestimentos são o dióxido de titânio e o dióxido de silício em nanoescala. A utilização do nano dióxido de titânio em revestimentos visa principalmente aproveitar a sua atividade fotocatalítica, que torna as superfícies autolaváveis. A adição de sílica sintética amorfa pode aumentar a dureza e a resistência da tinta à abrasão, a riscos e a intempéries. Além disso, a prata, o óxido de zinco, o óxido de alumínio, o dióxido de cério, o óxido de cobre e o óxido de magnésio nanonizados são atualmente objeto de investigação para uma eventual utilização em tintas no futuro.

Produtos farmacêuticos

No domínio dos produtos farmacêuticos, os nanomateriais são utilizados maioritariamente como excipientes, ou seja, substâncias que servem de veículo ou agente para um fármaco, mantendo-se elas próprias inativas. Vários comprimidos, supositórios e cremes contêm nanomateriais como a sílica sintética amorfa para controlar a viscosidade e a uniformidade dos ingredientes ativos. Além disso, há muitos anos que se utilizam nanopartículas de prata como agentes antibacterianos em curativos.

Produtos cosméticos, produtos de higiene pessoal

A nanotecnologia desempenha também um papel importante na indústria cosmética. É possível encontrar nanomateriais em muitos produtos cosméticos, incluindo hidratantes, produtos para o cabelo, maquilhantes e protetores solares. As principais vantagens da utilização de nanopartículas em produtos de higiene pessoal incluem o aumento da estabilidade dos ingredientes cosméticos (p. ex. vitaminas, ácidos gordos insaturados, e antioxidantes) através do seu encapsulamento dentro das nanopartículas; a proteção eficiente da pele contra os raios ultravioleta (UV) nocivos; produtos esteticamente agradáveis (p. ex. nos protetores solares minerais, a utilização de partículas mais pequenas de um mineral ativo permite que estas sejam aplicadas sem deixar uma marca branca visível); o direcionamento de um ingrediente ativo para as células ou órgão pretendidos, proporcionando uma libertação controlada dos ingredientes ativos para obter um efeito prolongado, uma técnica que também está a ser explorada no desenvolvimento de produtos farmacêuticos.

Plásticos

A indústria do plástico é uma área em que as nanotecnologias são amplamente utilizadas. O desenvolvimento de nanocompósitos, ou seja, de polímeros reforçados com recurso a nanomateriais, constitui uma das aplicações mais relevantes no domínio dos (novos) materiais. Os termoplásticos reforçados através da nanotecnologia são resistentes ao calor e retardadores de chama, proporcionam estabilidade e são capazes de conduzir a eletricidade. O nitrito de titânio, por exemplo, é um material extremamente duro que se utiliza em plásticos como os frascos de poli(tereftalato de etileno) (PET) para melhorar as suas propriedades físicas e a eficiência dos processos de fabrico dos PET.

Tecidos, têxteis e acessórios

Muitos dos têxteis habitualmente utilizados nos dias de hoje contêm nanomateriais. Alguns têxteis para bebé podem ser revestidos com nano prata para proporcionar proteção antibacteriana. O nano dióxido de titânio oferece proteção contra os UV nas roupas de praia. Muitos casacos de montanha impermeáveis e toalhas de mesa à prova de derrame são revestidos com nano sílica sintética amorfa. Para aumentar a resistência à abrasão, os têxteis podem ser revestidos com nano óxido de alumínio, nanotubos de carbono ou nano sílica sintética amorfa.

Equipamento desportivo

Os nanomateriais mais utilizados em produtos desportivos são os nanotubos de carbono. Estes são amplamente utilizados para produzir equipamento mais leve e ao mesmo tempo mais rígido, tais como raquetes de ténis, tacos de golfe e quadros de bicicleta.

Produtos alimentares

A nanotecnologia também tem aplicações no setor alimentar. Os principais desenvolvimentos até ao momento visam a alteração da textura de componentes alimentares, o encapsulamento de componentes ou aditivos alimentares, o desenvolvimento de novos sabores, o controlo da libertação de aromas, o desenvolvimento de nanosensores para rastreamento e controlo do estado dos produtos alimentares durante o transporte e o armazenamento, e/ou o aumento da biodisponibilidade de elementos nutricionais.

Categories Display