A utilização dos nanomateriais no local de trabalho

Os nanomateriais são produzidos e utilizados por numerosas indústrias europeias, incluindo o fabrico de produtos químicos. A produção e utilização destes materiais regem-se por legislação europeia e por legislação nacional. Os empregadores são obrigados a garantir que os trabalhadores possuam quer os conhecimentos quer o equipamento necessários para uma utilização segura destes materiais.  

Dado que a nanotecnologia é utilizada para produzir uma grande variedade de produtos e soluções, muitos trabalhadores podem ficar expostos a estes materiais no seu local de trabalho. Os nanomateriais são frequentemente produzidos em sistemas fechados, mas a exposição pode ocorrer durante a manutenção ou o manuseamento de produtos acabados.

Os nanomateriais são igualmente utilizados por «indústrias a jusante» como a indústria automóvel, a cosmética, a eletrónica, o fabrico de medicamentos, a tecnologia médica e o fabrico de têxteis. Quando os nanomateriais são utilizados como pigmentos, por exemplo, numa aplicação industrial por pulverização, não se pode excluir a ocorrência de exposição. Por esse motivo, essa utilização pode ser acompanhada de uma recomendação de ventilação ou de utilização de equipamento de proteção individual como as luvas. No entanto, como isso pode não ser suficiente para garantir uma utilização segura, existem também requisitos legais que determinam que deve ser proporcionada aos trabalhadores a devida formação para que sejam capazes de executar o seu trabalho em segurança.

A utilização de nanomateriais no local de trabalho não significa que existe um risco ou que não é possível controlar o risco.

O risco é o resultado do perigo x exposição. As propriedades perigosas de um nanomaterial são determinadas pela sua composição química e pelas suas propriedades físicas, tais como o tamanho, a forma, a estrutura cristalina e os seus efeitos (eco)toxicológicos.

Presentemente, suspeita-se que alguns tipos de nanomateriais, como as fibras longas e rígidas que permanecem nos pulmões, podem potencialmente causar fibrose e/ou inflamação. Em contrapartida, uma pele saudável parece ser relativamente resistente, inclusive a partículas nanométricas. O facto de os nanomateriais poderem permanecer de forma persistente no organismo aumenta o seu potencial para provocar danos.

Categories Display