Compreender a exposição no local de trabalho

Os trabalhadores podem entrar em contacto com os nanomateriais na fase de produção. No entanto, muitos mais trabalhadores podem estar expostos aos nanomateriais nas diferentes fases da utilização e da cadeia de abastecimento quando manuseiam ou utilizam nanomateriais ou produtos que os contêm. A exposição pode, assim, ocorrer em vários contextos profissionais e situações de trabalho em que os nanomateriais são utilizados, manuseados ou processados e podem, consequentemente, propagar-se pelo ar e serem inalados, ou entrarem em contacto com a pele – por exemplo, no trabalho médico ou laboratorial, ou em trabalhos de manutenção ou construção.

Em algumas situações, os trabalhadores e, possivelmente, até os seus empregadores, não estão cientes que utilizam, manuseiam ou processam nanomateriais ou produtos que contêm nanomateriais e que podem estar expostos aos nanomateriais em causa. Nessas situações, é pouco provável que sejam implementadas medidas suficientes de gestão dos riscos.

A Santé publique France, a agência nacional de saúde pública francesa, criou um registo dos trabalhadores que manuseiam nanomateriais fabricados – EpiNano – para monitorizar a exposição e os possíveis efeitos na saúde dos trabalhadores expostos aos nanotubos de carbono, ao dióxido de titânio, ao dióxido de silício e ao negro de carbono nas instalações onde estes são produzidos ou utilizados.

Estão disponíveis alguns aconselhamentos específicos do setor sobre a gestão dos riscos dos nanomateriais. A EU-OSHA produziu pequenos E-facts sobre a exposição aos nanomateriais e a prevenção no setor da saúde e no trabalho de manutenção. Outras organizações produziram igualmente informações específicas do setor, por exemplo:

  • Setor da construção: Guias e ferramentas para o setor da construção produzidos no âmbito do projeto SCAFFOLD financiado pela UE sobre estratégias, métodos e ferramentas inovadores para gestão dos riscos no local de trabalho causados pelos nanomateriais fabricados na indústria da construção.
  • Setor do mobiliário: Informações produzidas no contexto do diálogo social europeu entre trabalhadores e empregadores do setor do mobiliário, a Federação Europeia dos Trabalhadores da Construção e da Madeira (EFBWW), a Federação Europeia dos Fabricantes de Mobiliário (UEA) e a Confederação Europeia das Indústrias de Mobiliário (EFIC).
     

Categories Display